Como é morar longe da família #vemver

Morar longe é fazer-se lar em todo lugar e em todas as pessoas. É você ter a casa dos pais, a casa dos avós, as casas das tias, as casas dos amigos, a sua casa. É você ser seu próprio lar e estar inteiro, ser um inteiro formado por vários pedaços, de vários lugares. É ser verdadeiro com as suas raízes e reconhecê-las, amar quem fica, amar quem encontra e divide o mesmo caminho, estar ligado por sonho que se sonha junto e logo será realidade. Às vezes, morar longe da família pode ser solitário, mas, se olhar bem, sentirá que é ser presente em muitas almas e corações, não importa a distância.

                                                                                                                          Natally Rodrigues

Gente hoje nesse sabadinho eu quiz fazer um post especial, muita gente me pergunta como é morar longe de casa, longe da família e dos amigos, por isso resolvi fazer um post pra responder essa pergunta 🙂

#vemver

*Primeiro eu gostaria de esclarecer algumas coisas pra quem é novo por aqui haha, vamos lá: Eu sou do interior de São Paulo, de uma cidadezinha chamada São José do Rio Preto, ela tem mais ou menos 600 mil habitantes. Mudei pra cidade de São Paulo em 2015 quando eu casei, e desde então minha vida mudou bastante rs. Desde a rotina dessa cidade louca, até o trabalho, os amigos enfim… Faz pouco tempo que eu estou distante da família, por isso só posso dizer o que eu já vivi até agora, mas eu sei que tem gente que tem muito mais experiência pra falar sobre, então gostaria de abrir esse espaço pra que vocês também possam falar e me dizer o que eu ainda vou passar :p

*Então pra começar gostaria de dizer que não é muito fácil não 😦 , os primeiros meses são novidade, então tudo é lindo, as pessoas, os lugares, enfim, depois de alguns meses é que fica mais difícil, acho de depois de um ano.

*Eu tive uma “crise” (de saudade) depois de um ano morando longe de casa, tudo eu chorava, tudo eu lembrava da minha família e dos meus amigos, que eu era feliz, que agora eu sou sozinha e ninguém gosta de mim rsrs, foram alguns meses sentindo isso, até eu entender que minha vida mudou sim, mas nem por isso eu estava sozinha, e que as pessoas gostavam de mim sim!! E eu só precisava ligar pra elas, conversar sabe, eu tenho dificuldade com isso, em desabafar, em ligar pras pessoas, e isso é até hoje! Eu tive que bater muito a cabeça pra mudar “um pouco” hahah porque eu sei que no fundo ainda sou bem fechada sabe 😦

*Vai fazer dois anos que eu moro aqui em SP, o Paulo faz mais tempo, uns 4 anos e meio, então pra ele é mais fácil, porque ele já está bem acostumado, e eu agora que entendo melhor as coisas, e reclamando menos, estou sendo mais feliz com o que eu tenho hoje!

*A parte mais difícil é a saudade, sem dúvida, aqueles momentos em que você precisa de um abraço, um carinho, uma palavra de conforto e tudo o que você tem são lembranças, um celular cheio de fotos e claaroo a possibilidade de falar por telefone né, que já é melhor que nada!

*A parte mais fácil é a possibilidade de aprender mais, de conhecer gente nova, e de estar morando em uma cidade enorme cheia de eventos incríveis e muitas possibilidades de crescer e aproveitar.

*Quando bate aquela saudade o que eu faço? Ligo pros meus pais e irmão, ou pra alguma amiga, pra sentir de novo que eu tenho uma origem, um lugar pra voltar, isso é muito confortante sabia? Ter esse sentimento de ter um lar no coração das pessoas, um lugar pra eu voltar, dar aquele abraço forte e matar a saudade!

*Outra coisa que eu faço: ouço músicas que me acalmam e rezo com elas, desejando estar com os meus de novo em algum outro momento!

*O que eu mais gosto daqui de SP é a praticidade, o trânsito é difícil mais tem transporte público pra todos os lugares da cidade, e tem muito parque legal, dá pra fazer piquenique, ou passear nos museus, amoOo mesmo!

*O que eu mais odeio é que todo lugar tem muita gente, muita mesmo, quando você pensa -“haa eu tô sozinha!” De repente aparece alguém rs, SEMPREE!

*Aaa e por último queria ressaltar a dificuldade de cozinhar sozinha e de ter que fazer tudo rsrsr. Como era bom chegar em casa e não ter que fazer nadaaa, só comer e dormir -“Mãeeee cadê vocêee??” kkkkkkk Acho que na verdade a gente tinha que ter um guia de sobrevivência!!! 🙂 🙂

 

  • Mas me conta sobre vocês, alguém também mora longe da família? Como é pra vocês? O que é mais difícil e fácil? Conta aí 🙂

 

 

 

Anúncios